Vem, e Segue-Me: 1 Néfi 16-22 – "Prepararei o caminho a vossa frente"

Compartilhe!

Atravessar um deserto não é fácil, construir um navio tendo que fabricar suas próprias ferramentas também não, principalmente se for o seu primeiro navio e se esse navio tiver que ser submetido ao mar aberto. Essa era a situação da família de Leí.

Leí tinha a certeza da terra prometida, mas não imaginava todos os desafios que teria que atravessar. Quando conseguimos enxergar o futuro, enxergar tudo que o Senhor tem reservado para cada um de nós, temos condições de suportar os desafios que virão. Leí sabia exatamente onde o Senhor os levaria, mas, infelizmente, nem todos os seus filhos tinham essa mesma visão. Talvez eles não entendessem plenamente a promessa do Senhor: “Prepararei o caminho a vossa frente, se guardardes meus mandamentos” (1 Néfi 17:13).

A desobediência tira dos homens o direito às bênçãos que estão reservadas para eles. O comportamento dos irmãos mais velhos de Néfi é o verdadeiro responsável pelas intempéries encontradas pelo caminho. Da quebra do arco às tempestades, cada vez que murmuravam e desobedeciam, além de ficarem à deriva, não tinham o caminho preparado pelo Senhor.

De tantos assuntos que poderíamos destacar, desde a busca de matérias primas para a fabricação de ferramentas até a construção do navio, há um acontecimento em especial sobre o qual gostaria de tratar aqui nesta semana: A quebra do arco de Néfi! O arco é a representação real da subsistência de todos, pois todos dependiam da caça para se alimentarem, logo, todos dependiam do arco.

Guardadas as devidas proporções, podemos fazer uma comparação de nossas vidas com esta experiência vivida pela família de Lei. Nós também vivemos em um “deserto”, com dívidas, escassez de alimentos e outros itens essenciais, morando de favor às vezes, negócios e investimentos que não prosperam, falta de amigos e familiares para nos apoiar, perdas de familiares repentinamente e outros desafios que nos deixam solitários e com um sentimento de desamparo.

Do nada, de repente, perdemos um emprego, ou aquela renda que antes nos sustentava, ou até mesmo um parente, que agora não existe mais, ou seja, nosso arco se quebra. A reação comum seria a mesma que todos tiveram no deserto: murmurar contra Deus. Mas chamo a atenção para a ATITUDE de Néfi, que decide fazer um arco de madeira, algumas flechas e dar a volta por cima.

Essa é a atitude que devemos imitar! Bater no peito, chamar a responsabilidade para nós, fazer uma autoanálise de nossas habilidades e nossos talentos e buscar uma forma alternativa de prover o sustento provisório de nossa família. Nosso arco de madeira pode ser um curso, um empreendimento, uma especialização, não importa. Podemos conseguir a nossa “caça”, com honra e com integridade, sem culpar ninguém, sem reclamar e sem murmurar, por pior que seja a situação que estamos atravessando.

Note bem que, ao terminar seu arco de madeira, Néfi pergunta ao pai onde deveria ir para caçar, afinal de contas, eram ferramentas novas. Isso nos ensina o poder de um mentor, alguém que poderá nos ajudar, orientar nos momentos difíceis de nossa vida. O seu mentor pode ser um especialista, ou mesmo um líder na Igreja. Ter a humildade de ouvir e a coragem de agir de acordo com as instruções recebidas fará toda diferença.

A família de Leí permaneceu oito anos no deserto e talvez mais um ano navegando até chegar à terra prometida. Em sua jornada, eles aprenderam que negligenciar os mandamentos de Deus pode custar muito caro.

Nós também devemos aprender, com a jornada de Leí e sua família, que somente chegaremos à “terra prometida” depois que atravessarmos nossos desertos. Os desertos virão, não estaremos livres deles, mas, nossa atitude e nosso comportamento diante das leis de Deus no “deserto” determinará se teremos nossos caminhos preparados por Ele, ou não. A decisão é sua.

Para ler

Espero que Saiba que Foi Muito Difícil – Élder Quentin L. Cook, Conferência Geral, Outubro de 2008

Ter Bom Ânimo e Ser Fiel nas Adversidades – Élder Adhemar Damiani, Conferência Geral, Abril de 2005

Acautelem-se dos Murmúrios – H. Ross Workman, Conferência Geral, Outubro de 2001

Para assistir

Orientação Divina

Néfi Constrói Um Navio

Rumo à Terra da Promissão


Compartilhe!

1 Comentário

Comentários estão fechados.

Rolar para o topo