O que a Maçonaria, a Sociedade de Socorro e um jornal da Igreja têm em comum?

Compartilhe!

Joseph Smith ocupou muitas posições durante o período em Nauvoo: Presidente, Prefeito, Juiz e editor da Igreja, entre outros. Porém, uma carta que ele escreveu para Edward Hunter, em 5 de janeiro de 1842, revela uma função inesperada, que trouxe grande alegria a Joseph Smith: balconista.

Na carta, Joseph conta a Hunter sobre a abertura de sua nova loja. “A loja ficou lotada o dia inteiro e eu fiquei atrás do balcão, distribuindo mercadorias com a mesma firmeza que qualquer funcionário que você já viu”, escreveu Joseph Smith.

A carta a Edward Hunter mostra uma visão da natureza terna de Joseph e sentimentos calorosos em relação aos santos. Ela é um dos mais de 100 documentos apresentados no novo volume de Joseph Smith Papers, “Documents, Vol. 9: dezembro de 1841 – abril de 1842”, que será lançado em 8 de outubro.

Em 1842, dois anos antes de sua morte, Joseph Smith não estava apenas envolvido nas atividades da Igreja, nos negócios e na família, mas o profeta também organizou a Sociedade de Socorro e estabeleceu uma loja da Maçonaria. Ele serviu como Prefeito e Juiz da cidade de Nauvoo e editor do Times and Seasons.

Alguns podem se perguntar por que Joseph Smith detinha tanto poder e controle em Nauvoo, mas as evidências fornecidas nesses documentos ilustram uma história e dimensão diferentes de seu estilo de liderança.

Por exemplo, a decisão de Joseph Smith de se tornar editor do Times and Seasons, o jornal da Igreja, foi baseada na necessidade de unificar as mensagens e criar “um braço de comunicação oficial da Igreja”, disse Alex D. Smith, um dos editores do projeto Joseph Smith Papers. “Ele fez isso porque se importava com os membros”.

Os leitores poderão ver um documento intitulado “História da Igreja”, datado de 1 de março de 1842, mas mais conhecido como “carta de Wentworth”. Em resposta a uma solicitação de um editor de jornal chamado John Wentworth, Joseph Smith publicou uma história narrativa da Igreja, incluindo uma descrição da Primeira Visão, a conhecida citação “Nenhuma mão profana” e uma série de declarações posteriormente conhecidas como as 13 Regras de Fé, na edição de 1 de março do Times and Seasons.

“Joseph publicou anteriormente manuscritos que narram a história da Igreja, mas esta é realmente a primeira vez que ele publica essas informações em suas próprias palavras para os membros da Igreja lerem”, disse Christian K. Heimburger, um dos editores do projeto Joseph Smith Papers.

O volume também apresenta a organização da Sociedade de Socorro Feminina de Nauvoo, que ocorreu em 17 de março de 1842. Joseph Smith se reuniu com 20 mulheres, incluindo sua esposa Emma Smith, no andar superior da loja de Nauvoo e organizou a Sociedade sob o Sacerdócio. De março a agosto de 1842, Joseph Smith falou em seis reuniões da Sociedade de Socorro Feminina de Nauvoo e seus sermões são apresentados. Em seus sermões, Joseph Smith enfatizou caridade, unidade e sacerdócio. No entanto, nunca assumiu um papel de liderança na organização nem tomou decisões organizacionais.

Em 15 de março de 1842, dois dias antes da organização da Sociedade de Socorro, Joseph Smith decidiu ingressar na Maçonaria, e estes dois eventos prepararam os santos para o recebimento da investidura. “Essa é uma das coisas que vemos neste volume que está saindo”, disse Alex D. Smith.

Fonte: Church News

Siga-me!

Antonio Carlos Lima

Antonio Carlos Lima é um membro da Igreja há 35 anos. Mora em Aracaju/SE. Serviu na Missão Brasil Brasília, de 1991 a 1993. É casado, pai e avô.
Siga-me!

Compartilhe!