Emitida declaração inter-religiosa que pede proteção à liberdade religiosa e a não discriminação aos LGBTQ

Compartilhe!

O Élder C. Dale Willis, Setenta de Área de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias no Arizona (Estados Unidos), participou da assinatura de uma declaração em forma de carta aberta, para residentes do Arizona, que expressa apoio às leis de não discriminação que protegem todas as pessoas, incluindo LGBTQ, da discriminação no emprego, habitação e acomodações públicas, ao mesmo tempo que protege direitos religiosos importantes.

A declaração, assinada por nove líderes comunitários e religiosos de diversas crenças, além da Senadora norte-americana pelo Arizona, Kyrsten Sinema (primeira mulher abertamente bissexual eleita para o Senado americano), diz: “A ninguém deve ser negada essa proteção por ser LGBTQ e, da mesma forma, pessoas e instituições religiosas devem ser protegidas na prática de sua fé. Estamos profundamente preocupados com o fato de que os conflitos em curso entre a liberdade religiosa e os direitos LGBTQ estão envenenando nosso discurso civil, erodindo o livre exercício da religião e impedindo que diversas pessoas de boa vontade vivam juntas em respeito e paz.”

“Proteger as pessoas da discriminação é tratar os outros como queremos ser tratados”, disse o Élder C. Dale Willis, em um comunicado à imprensa.


Conteúdo Relacionado

Emitida declaração em apoio a lei de proteção aos LGBTs


Leia mais sobre esta notícia, em inglês, aqui.


Compartilhe!
Rolar para o topo