Como ter sucesso ao compartilharmos o Evangelho?

Compartilhe!

O Élder D. Todd Christofferson respondeu assim à pergunta-título deste artigo: “Embora nosso convite não seja uma imposição, esperamos que as pessoas o achem convincente. Para que isso aconteça, acredito que no mínimo três coisas sejam necessárias: primeira, seu amor; segunda, seu exemplo; e terceira, seu uso do Livro de Mórmon.”(1)

Hoje, gostaria de falar um pouco mais a respeito dessas três coisas: o amor, o nosso exemplo e o Livro de Mórmon.

O amor

Nosso convite não pode ser uma questão de interesse próprio; em vez disso, precisa ser uma expressão de amor abnegado, o amor que “lança fora o temor”(2). Podemos ter esse amor, conhecido como caridade, o puro amor de Cristo, se o pedirmos. Somos convidados, até mesmo ordenados, a “[rogar] ao Pai, com toda a energia de [nosso] coração, que [sejamos] cheios desse amor”(3)

Ao compartilharmos o Evangelho com as pessoas, precisamos demonstrar amor para com elas. E, ao termos amor, as coisas irão funcionar.

Exemplo

Como declara a frase atribuída a Ralph Waldo Emerson: ““O que você faz fala tão alto que não consigo ouvir o que você diz”.(4)

Precisamos primeiramente dar exemplo, antes de dar sermões!

O Elder D. Todd Christofferson disse: “O que fará seu convite ser mais interessante para alguém? Não é você o exemplo de sua vida? Muitas das pessoas que ouviram e receberam a mensagem da Restauração foram inicialmente atraídas pelo que elas perceberam em um membro ou em membros da Igreja de Jesus Cristo. Deve ter sido a maneira que eles trataram outras pessoas, as coisas que disseram ou deixaram de dizer, a perseverança que demonstraram em situações difíceis ou simplesmente seu semblante.

O que quer que seja, não podemos escapar do fato de que precisamos compreender e viver os princípios do evangelho restaurado da melhor forma que pudermos para que nossos convites sejam convidativos.

(…) O modo que você vive dá autenticidade para seu convite de vir e vivenciar a alegria da plenitude do evangelho de Jesus Cristo.”(5)

Não é preciso dizer mais nada não é mesmo? Você tem sido um exemplo a ser seguido? Você tem sido um exemplo das coisas que acredita e compartilha?

O Livro de Mórmon

O Livro de Mórmon foi definido pelo Elder Christofferson como um “instrumento de conversão que Deus preparou para esta última dispensação do evangelho”.(6)

Se quisermos que as pessoas se acheguem a Cristo e sejam convertidas a Ele, precisamos apresentar-lhes O Livro de Mórmon.

Nós não iremos converter ninguém, isso quem fará é o Espírito Santo ao testificar que o Livro de Mórmon é verdadeiro. Mas, para que isso aconteça, precisamos compartilhá-lo com as pessoas. Quantos Livros de Mórmon você já compartilhou com as pessoas?

Em resumo…

Se tivermos amor para com as pessoas, se formos um exemplo para elas e se usarmos o Livro de Mórmon sabiamente, as pessoas se achegarão mais a Cristo, conhecerão seu Evangelho restaurado. Eles virão e verão!

Referências

(1) Élder D. Todd Christofferson, “Compartilhar a mensagem da Restauração e da Ressurreição”, Conferência Geral, Abril de 2020

(2) 1 João 4:18

(3) Morôni 7:48

(4) Ralph Keyes, “The Quote Verifier”, 2006, p. 56 (Citado por Élder M. Russell Ballard, “Mães e Filhas”, Conferência Geral, abril de 2010)

(5) Élder D. Todd Christofferson, “Compartilhar a mensagem da Restauração e da Ressurreição”, Conferência Geral, Abril de 2020

(6) Élder D. Todd Christofferson, “Compartilhar a mensagem da Restauração e da Ressurreição”, Conferência Geral, Abril de 2020


Compartilhe!
Rolar para o topo